Minha relação com Billy Graham

(não pessoalmente, mas, por acontecimentos)

Conforme Wikipédia, William Franklin "Billy" Graham Jr foi um evangelista, teólogo arminiano e pastor batista norte-americano. Foi conselheiro espiritual de vários presidentes dos Estados Unidos e proeminente membro da Convenção Batista do Sul. Nasceu em Charlotte, Carolina do Norte, EUA em 7 de novembro de 1918 e faleceu em Montreat, Carolina do Norte, EUA em 21 de fevereiro de 2018 (99 anos e três meses), foi casado por 64 anos com Ruth Graham (de 1943 a 2007) e tiveram cinco filhos.

Em 1962 (Billy Graham estava com 44 anos de idade) participei do grande coral da Campanha Evangelística Billy Graham, no Pacaembu – São Paulo, (escrevi a história do Madrigal Coros Angélicos desde o início e sempre considerei a data como sendo de 5 a 12 de Agosto de 1962, fui alertado pela pianista Dalila Alcântara Fernandes que discordava da data, mas, sempre publiquei, sem contestações. Agora lendo uma publicação do jornal Estadão de 25/set/1962, descobri meu erro).

Na época dos ensaios do coral, eu com dezesseis anos de idade, trabalhava como office-boy numa relojoaria na Lapa, na Rua Dr. Cincinato Pamponet, próxima da Igreja Batista da Lapa, onde tinha um dos núcleos de ensaios do coral, meu patrão me apelidou de “Billy Graham”.

Em fevereiro de 1974, nasceu a nossa primeira filha Luciana, que inaugurou o berçário da Igreja Batista de Vila Zatt, sendo a primeira criança a ser “hóspede” desse Departamento Infantil. A dona Dirce Kaschel tomou-a nos braços e orou inaugurando o berçário. A dona Dirce Kaschel era esposa do pastor Walter Kaschel, que foi o intérprete de Billy Graham nas tardes e noites da Campanha Evangelística no Pacaembu e no Maracanã - Rio de Janeiro em 1974.

Todas as oito reuniões que foram realizadas em uma semana, começando num domingo e terminando no outro, onde o grande coral participou em todas as concentrações no Estádio Municipal do Pacambu.

Billy Graham foi inspiração para muitas pessoas, das quais me incluo. Dou graças a Deus por sua vida.

 

Jayme Pereira da Silva

São Paulo – SP - Quinta-feira, 08/julho/2021