“O metrô foi projetado para operar em uma determinada velocidade e hoje vem operando muito aquém da sua velocidade.” – Rodrigo Tavares (PRTB), em entrevista para a TV Cenário, de Ferraz de Vasconcelos - SP

Ao responder à pergunta de um espectador em entrevista à TV Cenário, que realiza transmissão online a partir da cidade de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo, o ex-candidato Rodrigo Tavares (PRTB) afirmou que a velocidade dos trens do metrô é inferior à velocidade para que foram projetados. O Truco nos Estados – projeto de checagem de fatos da Agência Pública – analisou os dados e concluiu que a afirmação é verdadeira.

A assessoria de imprensa do candidato informou, por telefone, que, na realidade, ele se referia aos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). A empresa pública é vinculada à Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos e é responsável por fornecer o serviço de transporte por trem intermunicipal. A CPTM tem 89 estações e atende 22 municípios da região metropolitana de São Paulo. Segundo a assessoria, o candidato se baseou em notícias da imprensa e ações do Ministério Público que apontavam falta de manutenção nos trilhos, o que ocasionaria a redução da velocidade e atrasos.

Como a questão feita pelo espectador foi especificamente sobre o metrô, o Truco nos Estados analisou a performance dos trens da companhia para saber se a fala de Tavares estava correta. Mas, como a assessoria destacou que ele se referiu à CPTM, também foi verificado o que acontece com essas composições. Nos dois casos, a avaliação é correta: os trens andam em velocidade inferior à projetada.

A Companhia do Metrô de São Paulo é administrada pelo governo do estado de São Paulo e opera três linhas atualmente: Linha 1-Azul, Linha 2-Verde e Linha 3-Vermelha. A Linha 4-Amarela e a Linha 5-Lilás são administradas pelas concessionárias ViaQuatro e ViaMobilidade, respectivamente. A ViaQuatro tem a concessão da Linha Amarela por 30 anos, até 2036, e a ViaMobilidade tem a concessão da Linha Lilás até 2028, por 20 anos. Ambas têm como principal acionista o Grupo CCR, que por sua vez é estruturado majoritariamente por investidores internacionais.

O Metrô informou que os trens podem atingir 87 km/h, mas as velocidades médias praticadas são realmente menores. Na Linha 1-Azul, os trens andam em média a 30 km/h; na Linha 2-Verde, rodam em média a 33 km/h; e na Linha 3-Vermelha, a 39 km/h. Segundo as concessionárias ViaQuatro e ViaMobilidade, na Linha 4-Amarela e na Linha 5-Lilás, a velocidade máxima que pode ser alcançada é de 80 km/h. A velocidade média na Linha Amarela é de 34 km/h e na Linha Lilás é de 38 km/h. De acordo com a assessoria de imprensa da ViaQuatro e da ViaMobilidade, a velocidade média é calculada levando-se em conta os trechos de desaceleração e aceleração, além do tempo de parada em plataforma para embarque e desembarque.

O Ministério Público de São Paulo realiza ao menos três investigações com o objetivo de apurar fatos relacionados à aplicação de recursos e investimentos na CPTM e à suposta falta de manutenção e risco de acidentes em todas as linhas da companhia (Linhas 7-Rubi, 8-Diamante, 9-Esmeralda, 10-Turquesa, 11-Coral e 12-Safira).

O Ministério Público abriu duas das apurações em 2017 e 2018. O órgão aguarda relatórios periciais para prosseguir com as investigações.

Linha do metrô

Operadora

Velocidade máxima

Velocidade média

Linha 1-Azul

Metrô

87 km/h

     30 km/h

Linha 2-Verde

Metrô

87 km/h

     33 km/h

Linha 3-Vermelha

Metrô

87 km/h

     39 km/h

Linha 4-Amarela

ViaQuatro

80 km/h

     34 km/h

Linha 5-Lilás

ViaMobilidade

80 km/h

     38 km/h

Fontes: Metrô, ViaQuatro e ViaMobilidade

CPTM também anda devagar

Através de sua assessoria de imprensa, a CPTM informa que a velocidade máxima permitida nas linhas dos trens é de 90 km/h. Em comparação, a velocidade média praticada nas linhas é inferior, no geral. A companhia afirmou que as condições normais de circulação variam de acordo com a extensão do trecho, da velocidade máxima permitida entre as estações e da quantidade de paradas nas estações.

Linha da CPTM

Trecho

Velocidade média

Linha 7-Rubi

Luz – Francisco Morato

38 km/h

Linha 7-Rubi

Extensão Francisco Morato – Jundiaí

52 km/h

Linha 8-Diamante

Júlio Prestes – Itapevi

40 km/h

Linha 8-Diamante

Extensão Itapevi – Amador Bueno

32 km/h

Linha 9-Esmeralda

Osasco – Grajaú

39 km/h

Linha 10-Turquesa

Brás – Rio Grande da Serra

56 km/h

Linha 11-Coral

Luz – Guaianases

45 km/h

Linha 11-Coral

Extensão Guaianases – Estudantes

42 km/h

Linha 12-Safira

Brás – Calmon Viana

37 km/h

Fonte: CPTM

 

Fonte: Clique aqui