São Paulo, 25 de Outubro de 2013

À
SECRETARIA MUNICIPAL DE TRANSPORTES
Sr. Jilmar Augustinho Tatto
smt@prefeitura.sp.gov.br

Senhor Secretário:

As tentativas de melhorar o transporte municipal com mais corredores de ônibus são louváveis, mas, a redução das linhas existentes não é.

Tenho sugerido várias linhas circulares curtas em nossa região, zona noroeste (Pirituba, Brasilândia, Freguesia do Ó, etc...)

Os ônibus que circulam pelas ruas estreitas e a topografia acidentada da nossa região são inadequados para o transporte de passageiros.

Utilizamos o transporte público por necessidade, não para lazer ou esporte.
A CORRUPÇÃO NOS TRANSPORTES IMPEDE O PROGRESSO NA CIDADE!!!


Sugiro que faça uma viagem com uma equipe de inspetores nas linhas 8213/10 – Praça do Correio / Vila Iara e/ou 917M/31 – Ana Rosa / Morro Grande - no cruzamento das Ruas Raulino Galdino da Silva, Rua Manuel de Souza Azevedo e Rua Gercino G. do Nascimento, no Morro Grande. O ônibus parece que vai virar como um barco em alto mar. Esse local é apenas uma amostra de muitas que enfrentamos diariamente.

Lembramos que uma cidade como São Paulo, não pode mudar os nomes das linhas e itinerários para fazer experiências técnicas. Todas implantadas foram devidamente programadas para adequar a população às suas necessidades.


Não são as mudanças que resolverão os problemas dos congestionamentos, mas, a inclusão de mais ônibus nas linhas.

As informações que temos na imprensa é que as reduções nas linhas são para melhorar o trânsito, mas, é um problema que todos os dias vemos é a superlotação e demora na passagem dos ônibus em todas as linhas.


Mais ônibus significa menos intervalos, menos demora em entrar e sair do ônibus. Nos corredores de ônibus também é mesma coisa. Os ônibus grandes saem dos terminais com lotação completa, evitando que nos pontos intermediários haja condições de utilização, aí os passageiros são obrigados a deslocarem para os pontos iniciais.

Senhor Secretário – lembre-se que: MUDA QUE MUDA, NÃO CRIA RAIZ. Isso quer dizer que NÃO ADIANTA MUDAR LINHAS E ITINERÁRIOS OU IMPLANTAR CORREDORES DE ÔNIBUS; PRECISAMOS É AUMENTAR O NÚMERO DE ÔNIBUS NAS LINHAS EXISTENTES. "EXPERIÊNCIAS SE FAZEM NECESSÁRIAS, QUANDO NÃO SE TEM NADA FUNCIONANDO...".

Atenciosamente,

Jayme Pereira da Silva