São Paulo, (sábado) 21 de Julho de 2018

 

À

São Paulo Transportes S. A. – SPTRANS

gabinete.presidencia@sptrans.com.br

c/ e-mails para os Vereadores de São Paulo 

 

Prezados Senhores:

 

Reitero nessa oportunidade, a criação de uma função ou adaptação na lei da função dupla Motorista / Cobrador (MOTOBRADOR) não sei se é possível, mas, vamos tentar explicar:

O motobrador será um funcionário, que exerce como motorista e cobrador ao mesmo tempo, num veículo grande, como os articulados, biarticulados e outros, em que é necessária a presença de um auxiliar em casos de emergências. Nos carros pequenos desnecessários.

A função do motorista de ônibus, nas grandes cidades, como em São Paulo é muito estressante, e para aliviar esse estresse, na viagem de ida o motorista dirige e na volta o cobrador dirige, invertendo as funções.

Um cobrindo a função do outro com as mesmas responsabilidades das funções. É evidente que um funcionário nessa posição, deverá ser habilitado como motorista de ônibus.

Com isso não haverá a eliminação da função de COBRADOR, como é uma das questões já muito debatida na área dos transportes coletivos.

Essa é apenas mais uma sugestão para a solução dos cobradores de ônibus na cidade de São Paulo.

 

Lembrando que o cobrador é um auxiliar do motorista. O motorista deve ter sua atenção e responsabilidade exclusivamente na direção do coletivo.

 

Prestação de Serviço é “compromisso público” não “favor”, pois, “pagamos”.

 

Atenciosamente.

 

Jayme Pereira da Silva

jaymensagens@globo.com