MANIFESTAÇÃO PACÍFICA EM FAVOR DA LINHA 6 DO METRÔ

Em 18 de Dezembro de 2013 o governador Geraldo Alckmin assinou o contrato de construção com o Consórcio Move São Paulo. Veja vídeo no YouTube

Em 5 de Setembro de 2014 o governador Geraldo Alckmin disse que o governo do Estado iria recorrer da decisão judicial que tornou nulo o contrato para a execução das obras da Linha 6 - Laranja. "O procurador-geral do Estado está tranquilo de que é uma questão que se resolve rapidamente", disse o governador.

Já se passaram mais de seis meses do pronunciamento do governador Geraldo Alckmin e até agora não vemos o início, propriamente dito, das obras da construção da Linha 6 – Laranja – Brasilândia / São Joaquim.

Não queremos ver o sonho se perder ou se misturar com as corrupções e desmandos das autoridades que já se beneficiaram desde o anúncio da implantação da Linha do Metrô para a nossa região em 26 de Maio de 2005. Vamos citar alguns nomes de políticos conhecidos, que estimularam a construção da Linha 6 e consequentemente se beneficiaram, eleitoralmente, desse processo corporativo tais como:  Celino Cardoso, Claudinho de Souza, Elizeu Gabriel, Fernando Capez, Fernando Haddad, Geraldo Alckmin, Gilberto Kassab, Gilberto Natalini, José Américo, José Serra, Júlio Semeghini, Marcos Zerbini, Paulo Frange e muitos outros que passaram pela região da Freguesia do Ó / Brasilândia pregando a esperança de progresso ilusório, por isso estamos, respeitosamente, nos manifestando.

Em abril de 2014 o governador Geraldo Alckmin sancionou a Lei nº 15.388/2014, que autorizou o Governo do Estado de São Paulo a realizar operações de crédito no valor total de R$ 2,29 bilhões para financiamento de projetos de habitação popular, complexos hospitalares, obras rodoviárias e metroviárias. Os recursos seriam utilizados em investimentos diretos ou como aporte de contratos de parcerias-público-privadas. A sanção foi publicada na quarta-feira, 23 de Abril de 2014 no Diário Oficial do Estado.

De acordo com o projeto de lei aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo seriam destinados desse crédito o valor de R$ 690 milhões para a Linha 6 - Laranja do Metrô. Portanto a Linha 6 - Laranja do Metrô de São Paulo receberia do governo estadual o valor de R$ 690 milhões para início das obras, com extensão de 13,5 km entre Brasilândia e São Joaquim. Leia no Diário Comércio e Indústria. No dia 26 de Junho de 2014 o BNDES liberou 1,6 bilhão para a Linha 6 do Metrô de São Paulo. Leia no Diário do Grande ABC. Onde foi parar esses recursos milionários? Quase 3 bilhões de Reais. Os Ministérios Públicos Estadual e Federal devem investigar ou esclarecer onde está esse recurso e evitar escândalos com corrupções. Não estamos acusando ninguém, mas, queremos viver sem corrupção na nossa cidade.

Queremos informações sobre quais os motivos que esses recursos não foram apresentados e o porquê do descumprimento do prazo do contrato na demora para o início das obras da construção da Linha 6 – Laranja que ainda não saíram dos discursos políticos para a realidade.

Pela dignidade do povo da região atingida desde a Brasilândia até São Joaquim, nos manifestamos.

Se Você apoia esse manifesto coloque o seu nome, obrigado,

Jayme Pereira da Silva

São Paulo, 21 de Março de 2015

jaymensagens@globo.com

 

Observação: Os nomes citados das autoridades estão em ordem alfabética para facilitar a inclusão de outros esquecidos e a função de cada um não foi citada por motivo de que nem todos estão no cargo em que inicialmente foram participantes desse movimento público.