Governo de SP dá mais 2 meses para consórcio concluir venda da Linha 6 - Laranja do Metrô

Obras da linha que vai ligar a Brasilândia à estação São Joaquim estão paradas há dez meses.


Por SP1

 

O governo do estado de São Paulo deu mais dois meses para o Consórcio Move São Paulo concluir a venda da concessão da Linha 6 - Laranja do Metrô para uma empresa espanhola. Já faz dez meses que as obras pararam.

A empresa quer comprar do consórcio o direito de fazer a Linha Seis - Laranja, que vai ligar a Brasilândia, na Zona Norte, à linha estação São Joaquim, da Linha Azul. Se a compra se confirmar, não será necessária outra licitação.

O prazo que o governo do estado de São Paulo havia dado ao Consórcio Move SP para retomar as obras expirou no último dia 4. O canteiro de obras da futura estação Brasilândia está abandonado. No canteiro da Freguesia do Ó tem tapumes, muito lixo e ninguém trabalhando.

A obra começou em janeiro de 2015, mas desde setembro do ano passado os canteiros estão abandonados. Essa foi a primeira linha planejada por uma PPP (Parceira Público-Privada). O consórcio Move São Paulo, liderado pela Odebrecht e Queiroz Galvão, ganhou a licitação. O estado pagaria metade da obra orçada em mais de R$ 9 bilhões.

Em 2012. o governo decretou a desapropriação de 406 imóveis nas Zona Norte, Oeste e no Centro para a construção da linha, mas ela começou a ser feita em 2015.

O consórcio pagaria a outra metade e ficaria com o lucro da linha por 25 anos, mas as construtoras não conseguem financiamento com o BNDES por causa do envolvimento com a Lava Jato.


Fonte://g1.globo.com