São Paulo, 11 de Agosto de 2014

 

Ao

Vereador Xxxxxxxxxxxxxx

vereador@xxxxxxxxxxxx.com.br

 

 

Linha 9034/10 – Morro Grande / Lapa – Lotação sem Cobrador

 

Caro Vereador, informamos ao SAC da SPTRANS com protocolo nº 154045 de 20/05/2014 que nessa linha, apesar de ser relativamente curta, com aproximadamente 8 km, alguns carros estão operando sem cobradores, isto é, só o motorista que controla a catraca e as portas.

Isso tem prejudicado a viagem durante todo o percurso.

Além de facilitar a evasão de divisas com muitos passageiros que não passam pela catraca ou utilizam bilhetes especiais, pois, o motorista não tem como conferir o bilhete. 

Eu possuo bilhete especial, já saltei algumas vezes pela porta dianteira, sem validar o meu bilhete, isso foge ao controle da SPTRANS.

No dia 22/05, dois dias após a nossa informação, veio a resposta no próprio site da SPTRANS com o seguinte texto: “Informamos que nos coletivos do sistema permissionário (cooperativas) não existe a exigência de atuação de cobradores”.

Não concordamos que o cobrador seja inoperante nas viagens, mesmo em pequenas distâncias. Essa linha de lotação é muito utilizada na região, pois, os intervalos são curtos e as vezes, com o intervalo de três e quatro minutos, já nos primeiros pontos de parada, encostam uma ou mais lotação atrás da outra da mesma linha. 

Se os proprietários dos ônibus querem “economizar nos salários”, prejudicarão os trabalhadores desempregados e a população com a demora nos deslocamentos nas viagens.

O cobrador é auxiliar do motorista no controle dos passageiros. O motorista deverá ter a sua atenção e responsabilidade especialmente na direção do coletivo.

Prestação de Serviço é “compromisso” não é “favor”, pois, pagamos muito caro sem nenhum retorno.

Agradecemos a sua intervenção junto à SPTRANS ou à Cooperativa Fênix de Transportes.

Atenciosamente.

 

Jayme Pereira da Silva

jaymensagens@globo.com

www.jaymesilva.com.br