São Paulo, (quarta-feira) 11 de dezembro de 2019.

 

À

Diretoria de Operações da SPTRANS
comunidade@sptrans.com.br

gabinete.presidencia@sptrans.com.br

 

Os Vereadores que recebem cópia.

Prezados Senhores:

 

Apesar das ultimas pesquisas que a SPTRANS tem feito em nossa região e toda a Cidade de São Paulo, com promessa de diminuir o número de carros das Linhas em todas as regiões, esquecem que a população é muito flutuante em vários períodos do dia e da semana, também. Há carros que deixam passageiros em pontos durante a viagem, pelo fato da superlotação, isso tem causado acúmulos em outros carros e prejuizo aos passageiros, principalmente no período da manhã.

Respeitamos as pesquisas, mas, não podemos esquecer que há demanda reprimida em toda a cidade de São Paulo, com os novos conjuntos habitacionais nas regiões, e o plano do governo é facilitar a vida dos múnícipes, muitos são obrigados a comprar automóveis para se deslocar dentro da cidade e não podem confiar no transporte público, pois a ineficiência é precária e inoperante.

Com mais ônibus rodando, haverá menos intervalos de tempo e menos automóveis circulando em qualquer horário e isso facilitará a vida da população, como já temos feito em várias oportunidades em correspondências com a SPTRANS.

Reiteramos a nossa sugestão de transformar em linha circular curta, facilitando o deslocamento dos passageiros da Linha 1034/10 Vila Iara / Conexão Vila Iório, a linha com percurso de 15 minutos cada meia viagem, que poderia fazer apenas um relatório da linha, sem prejuízo dos passageiros.

O itinerário sugerido para essa Linha 1034/10 é o seguinte: Avenida Fuad Lutfalla, Rua Manoel Barbosa, Rua Dom Manuel D’Elboux, Rua Dezenove de Julho, passando pela Conexão Vila Iório, seguindo o itinerário normal, acrescentando mais três pontos de paradas, sem prejuizo para a empresa.

A população está crescendo e precisamos de mais condução, não diminuir a circulação de ônibus nas ruas, a exclusividade de itinerários vai beneficiar somente os empresários, não à população, por isso a malha viária deverá ser expandida para oferecer mais opções e mais empregos.

O transporte público não é luxo para a população, é uma necessidade diária, precisamos de menos intervalos entre as partidas, com isso teremos mais ônibus com menos lotação de passageiros nos pontos e nos ônibus, havendo mais segurança, haverá mais usuários.

Sugerimos que as alterações sejam “regionalizadas” para atendimentos específicos.

Atenciosamente,

Jayme Pereira da Silva

jaymensagens@globo.com

www.jaymesilva.com.br