São Paulo, (domingo) 24 de dezembro de 2017.

 

SECRETARIA MUNICIPAL DE TRANSPORTES – SMT

smtcel@prefeitura.sp.gov.br – Sr. Marcelo José Brandão Machado

 

SÃO PAULO TRANSPORTES S. A. - SPTRANS

sac@sptrans.com.br

 

ASSESSORIA DE RELACIONAMENTO COM O USUÁRIO

São Paulo Transporte S. A. - SPTRANS

comunidade@sptrans.com.br

 

VIAÇÃO SANTA BRÍGIDA LTDA.

sac@consorciobandeirante.com.br

 

Prezados Amigos e Vereadores:

 

Parece que os nossos administradores da SMT e todos os técnicos envolvidos, são muito bons para preparar “enrolados” e “discursos já proferidos” para a população paulistana.

Realmente parece que os “técnicos em transporte” nunca andaram nos ônibus que eles controlam. Parece que são “calouros”, “novatos” que saíram das faculdades e vão iniciar o primeiro projeto em transporte da cidade de São Paulo, isso é um absurdo. Desde a extinção da CMTC em 08/MARÇO/1995 estão planejando fazer mudanças nos transportes de São Paulo, já fizeram várias tentativas e modificaram muitas linhas, agora querem fazer novas mudanças. (Comunicado 001/2017 da Comissão Especial de Licitação da SMT).

A solução dos transportes é uma questão de cada região, querem fazer um projeto para uma grande cidade e adaptar os itens como se fosse igual em todo o território da capital. A região da Brasilândia na Zona Norte é diferente de Santo Amaro na Zona Sul, e assim por diante. Cada região tem suas dificuldades geográficas.

Na última mudança que a SMT realizou, colocaram ônibus de 30 metros nas ruas da Brasilândia, ruas estreitas e muitas valetas e lombadas, prejudicando o transporte na sua velocidade, e no desgaste dos veículos, entre outras situações. Fiz várias sugestões, como linhas curtas circulares, e outras que facilitem a vida da população paulistana.

Portanto a nova licitação para o transporte em São Paulo com 36.000 páginas é mais uma reedição das anteriores, que só vai causar mais confusão para os fiscais e usuários.

O transporte público não é luxo para a população é uma necessidade diária, precisamos de menos intervalos entre as partidas, com isso haverá mais circulação de ônibus com menos lotação de passageiros nos pontos e ônibus. Haverá mais segurança para os usuários. Sugerimos que os projetos sejam regionalizados para atendimentos específicos.

Atenciosamente,

Jayme Pereira da Silva

jaymensagens@globo.com

www.jaymesilva.com.br


"ONDE HÁ ORDEM HAVERÁ PROGRESSO, ONDE HOUVER PROGRESSO SEM ORDEM É DUVIDOSO"