Freguesia News 01/12/2016

Questionamos a Prefeitura sobre relocação de recursos do Hospital Brasilândia


Hospital Municipal da Vila Brasilândia prometido pelo prefeito Fernando Haddad e com inauguração prevista para o segundo semestre de 2016 está com o canteiro de obras às moscas – segundo informou o Diário de São Paulo de 22/11/2016. A matéria trás a informação de que as obras foram paradas porque recursos previstos para ela foram realocados para outra obra, a do Hospital de Parelheiros, o que indignou vários moradores do bairro, que se expressaram na página do Facebook deste Jornal.

Ainda segundo o Diário de São Paulo, a razão para o realocamento de recursos, foi o atraso em repasses do governo federal, o que é negado pelos ministérios de Saúde e das Cidades.
Questionada por este Jornal, a Prefeitura, através da Secretaria de Comunicações (Secom), explicou (por telefone) que o prefeito Fernando Haddad deu prioridade à obra de Parelheiros porque ela está mais adiantada. Também emitiu um comunicado, abaixo:

COMUNICADO DA PREFEITURA

A Prefeitura de São Paulo esclarece: "Esta gestão planejou, localizou terreno, fez projetos, básico e executivo e licitou as obras dos hospitais municipais de Parelheiros e Brasilândia. Parelheiros teve início em 2015 com custo estimado em R$ 170 milhões, dos quais R$ 150 milhões seriam provenientes do PAC Mananciais. Estes recursos federais não foram liberados até o momento. Assim, a administração manteve o compromisso de construção da unidade e direcionou a verba [do Hospital da Brasilândia] para as obras [de Parelheiros]".

A nota da Secom diz ainda: "Em setembro do ano passado, tiveram início as obras do Hospital da Brasilândia. Esta unidade seria construída apenas com recursos municipais. A Prefeitura viabilizou mais de R$ 70 milhões com a venda de terreno público na Zona Norte e o restante do investimento, previsto em mais R$ 154 milhões, está condicionado ao repasse do reembolso federal pelas obras de Parelheiros. Não haverá alteração no cronograma de inauguração do hospital".

Fonte:freguesianews

Cadê o “Dinheiro Carimbado” que era da construção do Hospital da Brasilândia?



Entrar no Currículo Comunitário ou Voltar à nossa Revista Musical