COMO COMBATER À CORRUPÇÃO NACIONAL

Quem compra um helicóptero ou um iate paga proporcionalmente menos impostos do que o consumidor que compra medicamento na farmácia.

No Brasil o pobre realmente paga mais tributos.

O aumento dos impostos contrasta com a manutenção da baixa qualidade dos serviços prestados no Combate à corrupção, Educação, Lazer, Moradia, Saúde, Segurança Pública, Transportes e Todos os recursos naturais da nossa cidade de São Paulo e no Brasil em geral.

Não somos contra a compra de helicópteros ou iates, também, não queremos que esses compradores paguem mais impostos na aquisição desses equipamentos. O que queremos é que os consumidores de primeiras necessidades, tenham condições de se beneficiarem dos impostos que a nação paga em todas as transações.

Em São Paulo o estado mais rico e importante do Brasil, não conta com equipamentos e equipes de primeiros socorros nos hospitais em casos de emergências, com raríssimas exceções.

A corrupção em todos os setores da economia administrada pelos governos não permitem que o progresso, tanto almejado pela população ativa. Isso não é denúncia, é a constatação diária nos transportes públicos, nos hospitais, nos sistemas habitacionais, etc....

As autoridades em todas as camadas, devem antes de mais nada, combaterem a corrupção em suas áreas de comando.

Não é criando leis que vai construir “um país rico sem pobreza”, mas, com honestidade e seriedade na administração pública.

As leis criadas para construir o progresso da nossa cidade, sufocaram a economia dos cofres públicos, deixando a população sem os recursos necessários para a sobrevivência.

As manifestações em todo o Brasil foram alertas para que o governo construa instrumentos para combater à corrupção nacional.

Brasil, abra o coração para Jesus Cristo, não à religião.

Jayme Pereira da Silva

São Paulo, 28 de Dezembro de 2013