Sem verba para o CEU da Freguesia do Ó, vira “obra fantasma”

O prefeito João Doria suspendeu as obras do CEU Freguesia do Ó, entre outras no início do seu mandato em Janeiro de 2017, essas obras já estavam iniciadas com as aprovações dos vereadores da nossa região.

Ocorreu que com a suspensão, os materiais empregados, ficaram expostos ao relento, deteriorando-se, consequentemente, desvalorizando, além dos recursos públicos, aumentando a insegurança dos moradores próximos dessas construções, que era á esperança da população local.

Perguntamos: “Esse prejuízo é de responsabilidade da população?”; “Quando das aprovações dos projetos, havia condições da realização dessas construções?”; “Será que a administração municipal do prefeito João Doria, desconhecia as construções, antes das eleições (outubro 2016)?” e “E os vereadores da região que não defenderam os orçamentos aprovados anteriormente?”

Estamos analisando apenas uma das obras na Freguesia do Ó e as demais em toda a nossa cidade? São inúmeros projetos que foram paralisados, com a mesma alegação “falta de verba”.

Isso significa que “alguém enganou alguém” ou “corrupção á vista”.

Teoricamente, quem aprovou o início da construção, teria a consciência da “real situação do caixa municipal?”. Essa é uma responsabilidade dos vereadores e do ex-prefeito Fernando Haddad até 31 de dezembro de 2016.

Com a nova gestão do prefeito João Doria e os vereadores (01 de janeiro de 2017) ficaram as responsabilidades de manterem a continuação das obras iniciadas. Não foram respeitadas as assinaturas das aprovações dos projetos com todos os trâmites burocráticos.

Sugerimos que se faça um levantamento minucioso junto á administração pública sobre as construções paralisadas e os projetos aprovados, com os respectivos engenheiros responsáveis e as construtoras que receberam verbas antecipadamente para as construções que foram prejudicadas pelas decisões municipais.

Atenciosamente,

Jayme Pereira da Silva

jaymensagens@globo.com

Quarta-feira, 20 de dezembro de 2017.